São Paulo gelando: sensação térmica chegou a 5°C


O texto foi escrito por Josélia Pegorim - ClimaTempo

A noite de 9 de junho certamente vai ficar entre as mais geladas de 2016. Às 19 horas, o aeroporto de Congonhas, na zona sul da capital paulista, registrava 9°C, mas com o vento em torno de 15 km/h, a sensação térmica era de 5°C. Na zona norte da cidade, o aeroporto Campo de Marte registrava 11°C de temperatura no ar e a sensação térmica era de 8°C. Às 20 horas, a temperatura baixou para 8°C em Congonhas e 10°C no Campo de Marte. A Climatempo vem alertando para este frio intenso há vários dias e a população da Grande São Paulo deve se preparar para o aumento do frio que está previsto até a terça-feira, 14 de junho. Até lá, previsão é de que as madrugadas sejam extremamente frias e os dias vão amanhecer com temperatura entre 5°C e 8°C. Será um recorde atrás do outro. O recorde de 8,9°C, menor temperatura em 2016, registrado em 9 de junho, será batido várias vezes até a próxima segunda-feira. Confira a previsão da temperatura na capital paulista para os próximos dias.

Frio e sol

Apesar da presença do sol, a sensação de frio será constante exigindo o uso de roupas quentes e adequadas para proteger o corpo do ar gelado. No fim de semana, muita gente vai querer ficar em casa, debaixo dos cobertores, mas na segunda-feira, não tem jeito, será preciso levantar cedo para ir para escola, trabalhar e outros compromissos. Para a Grande São Paulo, o frio mais intenso será justamente na segunda-feira e pode até gear, com uma temperatura mínima ao amanhecer em torno dos 5°C. A última vez que os paulistanos sentiram um frio de 5°C foi no dia 24 de julho de 2013, quando a temperatura mínima foi de 5,5°C. Aliás, este foi um dos dias mais gélidos já observados na cidade de São Paulo, pois a temperatura máxima foi de apenas 8,7°C, registrada pelo Instituto Nacional de Meteorologia no Mirante de Santana

Entenda porque o frio será extremo no centro-sul do Brasil nos próximos dias

Geada no interior de SP

Os agricultores do interior do São Paulo deve ficar atentos para o frio extremo até o dia 14 de junho. O risco de gear é moderado a alto no fim de semana e na segunda-feira no sudoeste, sul e leste do estado de São Paulo. Hortaliças e legumes podem ser seriamente danificados. Nesta quinta-feira 9 de junho, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou uma temperatura de 0,4°C em Barra do Turvo e o CIIAgro (Unicamp) observou a mesma temperatura em Itararé, as duas cidades no sul do estado. Em Juquitiba, na Grande São Paulo, o CIIAgro registrou 3,7°C, o que justifica a ocorrência da geada na região de Ibiúna, cidade próxima de Juquitiba. Não se pode descartar a ocorrência de temperaturas abaixo de zero até o início da próxima semana. O ar polar provoca frio intenso e deixa a umidade baixa, o que vai manter a chuva afastada por vários dias.

Centro-sul do Brasil tem muita geada até o dia 13 de junho